sábado, 12 de setembro de 2009

Os votos que vão decidir

A quinze dias das eleições legislativas, e após os dez debates televisivos entre os candidatos dos principais partidos, restam-me poucas dúvidas sobre os votos que vão decidir.
.
Ao contrário do que entende a maior parte dos comentadores políticos, parece-me que a maior fatia de votos voláteis está dividida entre o Bloco de Esquerda e o PSD. Estranho, mas é um facto: são os dos eleitores (sobretudo funcionários públicos) que já decidiram há muito não votar PS e que simpatizam com o dinamismo interventivo do Bloco, mas que hesitam entre esta empatia e a necessidade do voto na única força política que pode derrotar José Sócrates.
.
Para além destes, há muitos votantes PS de há 4 anos que não querem repetir aquele voto (e não desejam votar à esquerda), mas que ainda não decidiram votar PSD, por não o verem como alternativa. Os quinze dias que antecedem as eleições serão decisivos para estes eleitores.
.
Por último, quem mais está em jogo nestas eleições legislativas é Paulo Portas. Arrisca-se a desaparecer do mapa político ou a ser o grande vencedor.
.
"Derrotar Sócrates" vai ser a motivação decisiva para a ida às urnas daqueles eleitores. Tudo o resto é mais ou menos previsível.
.

2 comentários:

Núncio disse...

Curioso, é talvez a única pessoa a quem vi defender a "minha" tese!
Também me parece que os eleitorados do PS e da CDU estarão mais ou menos definidos e que serão os indecisos do BE que, juntamente com alguns eleitores do CDS, poderão dar ou tirar a vitória a MFL, consoante mantenham a sua intenção de voto ou mudem para o voto "útil".

www.odivademaquiavel.blogspot.com

pvnam disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.