sábado, 12 de abril de 2008

Golpe de Mestre

O acordo alcançado entre o Ministério da Educação e os sindicatos de professores, anunciado ontem pelas partes, é uma vitória para Maria de Lurdes Rodrigues. Isto porque as cedências ou os recuos aparentes são isso mesmo - uma ilusão.
.
A questão da avaliação dos professores e todas as discussões, manifestações e demais ruídos que criou, foi um subterfúgio, um meio para fazer esquecer o verdadeiro objectivo deste ministério: a divisão da carreira docente em dois patamares artificiais (e com um fim único: reduzir a despesa do estado com o sistema educativo). A avaliação dos professores é o meio que operaciona essa divisão. Este acordo sanciona-a, com a conivência dos sindicatos. Chapeau, senhora ministra!
.
E todos ficamos a perder.
.

1 comentário:

Notebooks disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.